StarMovies

Tenho uma grande paixão por cinema gosto de pesquisar títulos, ler curiosidades, conhecer diretos, atores, avaliações... como astronomia é uma ciência tão linda muitas obras já foram abordaram temas a seu respeito. Por isso, decidi dedicar um pedacinho desse blogger para falar a respeito. Bom, a idéia é sempre trazer recomendações de filmes que envolvão astronomia e que sirvam de base para estimular a propagação da ciência. Faço isso porque desde muito cedo sempre gostei de ficção ciéntifica, e foi daí que surgiu meu interesse por estudar (e posteriormente apaixonar) por astronomia.
Para inaugurar esse novo pedacinho do blog não trarei nenhum filme específico, mas um gênero cinéfilo pouco conhecido. O Space Opera ou "opera espacial", esse nome foi dado para marginalizar o sub-gênero, pouco valorizado desde aquela época.
Fig. 1Extraída de <barnesandnoble.com/blog/sci-fi-fantasy/wp-content/uploads/sites
/4/2017/05/com4.jpg>. Acesso em 25 de julho de 2017.
Esse sub-gênero foi idealizado em 1941 por Wilson Turcker, autor e fã do gênero, e abrange algumas das obras espaciais mais famosas como: Star Trek, Battlestar Galactica, Guardiões das galáxias e até Star Wars. O que difere esses títulos dos demais é que os autores simplesmente ignoram as leis físicas. Não há (quase) nenhum baseamento cientifico na questão, a proposta dos filmes é mostrar planetas exóticos, hérois, lutas interstelares e alieniginas. 
Embora o gênero se afaste de algumas leis que regem o universo, há muitas citações astronomicas naquelas "galáxias muito muito distantes", é trágico que aqueles efeitos sonoros incríveis e algumas espécies e efeitos visuais não passem de fantasia. O quê nós resta é torcer pelo William Adam e esperar que  Geroge Lucas tenha uma vida longa e prospera.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

1° Encontro de Clubes de Astronomia de Alagoas

XVII Encontro de Astronomia do Nordeste